Representando o Problema Jogar

author
2 minutes, 55 seconds Read


Quer dar a seus alunos algum material de atuação fantástico no qual eles possam realmente aprofundar suas habilidades dramáticas? Considere fazer uma peça de edição para sua próxima produção. As peças teatrais exploram problemas e tópicos atuais e relevantes para seus alunos, incluindo imagem corporal, bullying, saúde mental, identidade, individualidade e direitos humanos. Os alunos são capazes de entrar em ressonância com os problemas que os personagens enfrentam, e essas peças podem ser uma ótima maneira de entreter e educar ao mesmo tempo.

Embora as jogadas de problemas sejam recompensadoras, elas também podem ser desafiadoras. As peças temáticas podem trazer à tona algumas emoções fortes quando você e seus alunos estão trabalhando nelas, e é importante abordá-las com consideração e cuidado. Aqui estão algumas dicas para representar a peça:

1. Desconfie de quantas vezes seu personagem expressa emoções extremas. Em uma peça de um ato, os personagens devem chorar apenas uma vez. Grite um com o outro uma vez. Bata uma vez. Grite uma vez. Se você abusar da emoção extrema, ela se torna ineficaz. Quanto mais você gritar, menos o público vai ouvir. Tudo o que ouvirão é o ruído e não o conteúdo.

2. Lute contra o desejo de ‘agir’ triste. Peças tristes já são tristes. O texto é triste. Use todas as formas de emoção para reagir ao problema. A raiva pode ficar quieta, pessoas tristes riem e assim por diante. Isso é o que tornará o momento vivo em vez de estereotipado.

3. Lembre-se sempre do público. A encenação às vezes pode se transformar em uma experiência insular para o elenco se eles se envolverem demais com o que estão fazendo. Tenha sempre em mente que seu trabalho é manter o público na ponta de seus assentos. Isso tem que ser feito de várias maneiras. Variedade é a chave. É sempre mais eficaz fazer o público rir antes de atingi-lo no estômago com algo dramático. O silêncio funciona em conjunto com os gritos. Sempre tenha um momento de quietude após um momento de caos.

4. Pegue o momento mais dramático da peça e ensaie-o com a emoção oposta. Se houver dois personagens gritando um com o outro, vire o momento de cabeça para baixo e faça os personagens rirem um do outro. Isso lhe dará uma nova perspectiva da cena. Você encontrará novos ritmos no ritmo do diálogo. É uma ótima maneira de criar uma pausa entre o personagem que está passando pelo problema e o ator. Nessa nota…

5. Lembre-se de que são os personagens que estão em questão, não os atores. Toda vez que você ensaiar um momento tenso e emocional, crie uma pausa limpa. Jogue um jogo bobo de improvisação no final dos ensaios. Canta. Fazer yoga. Jogue pato pato ganso. Crie um ritual para sair do personagem.

6. Faça com que alguém de fora assista ao programa. Se você e seu elenco estão profundamente envolvidos em seu problema, você pode não pensar que o show está se desviando para o drama exagerado. Um novo olhar (em quem você confia!) pode informar se o programa está no caminho certo.

Clique aqui para um Exercício de Encerramento gratuito.


Quer saber mais sobre nossas mais novas jogadas, recursos e brindes?
Entre na nossa lista!

Similar Posts